Home » Brasil » PF prende 6 por desvios nos fundos partidário e eleitoral em 2022

PF prende 6 por desvios nos fundos partidário e eleitoral em 2022

g1 – A Polícia Federal realizou nesta quarta-feira (12) uma operação contra desvios de recursos, nas eleições de 2022, dos fundos partidário e eleitoral do partido PROS – que foi incorporado pelo Solidariedade em 2023.

Eurípedes Gomes Júnior, atual presidente nacional do Solidariedade, é um dos alvos da operação.

Agentes foram às ruas cumprir sete mandados de prisão preventiva e 46 mandados de busca e apreensão em Goiás, São Paulo, Paraná e no Distrito Federal.

De acordo com a Polícia Federal, seis mandados de prisão preventiva foram cumpridos, cinco no Distrito Federal e um no Paraná.

Além de Eurípedes Gomes Júnior, também foram alvos:

  • Cintia Lourenço da Silva, primeira tesoureira do Solidariedade. Ela foi presa
  • Alessandro, o Sandro do PROS, que foi candidato a deputado federal. Também foi preso
  • Berinaldo da Ponte, ex-deputado distrital

Os alvos são investigados pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, furto qualificado, apropriação indébita, falsidade ideológica eleitoral e apropriação de recursos destinados ao financiamento eleitoral.

As apurações começaram a partir da denúncia de um presidente partidário, que acusou um ex-dirigente de desviar cerca de R$ 36 milhões. Na operação desta quarta, os policiais tentam bloquear e indisponibilizar R$ 36 milhões e 33 imóveis do grupo.

Os mandados foram autorizados pela Justiça Eleitoral do Distrito Federal. Em Goiás, a PF apreendeu R$ 26 mil em espécie


Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments