Home » Pernambuco » CENTRO DE PESQUISA DESENVOLVERÁ TECNOLOGIAS AGROPECUÁRIAS

CENTRO DE PESQUISA DESENVOLVERÁ TECNOLOGIAS AGROPECUÁRIAS

O Centro Integrado de Pesquisa Governador Miguel Arraes (Cigma) foi inaugurado na manhã desta segunda-feira (31/03), às 10h, na sede do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), no bairro do Bongi, Recife. A solenidade teve início com a bênção do padre Pablo José de Farias, que abençoou o empreendimento e os presentes. 

Em seguida, o presidente do IPA, Genil Gomes, ressaltou a importância do Centro e o empenho do Governador Miguel Arraes pelas causas populares, entre elas a dos agricultores pernambucanos. Ele também destacou o empenho e esforço do pesquisador e ex-presidente do IPA, Júlio Zoé. 
Em sua fala, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Aldo Santos, citou o Golpe Militar que completa 50 anos neste 31 de março, pedindo uma salva de palmas para aqueles que morreram em nome da democracia. Ele também reconheceu o trabalho realizado por Zoé, em prol do erguimento do Cigma. “Neste prédio funcionará uma sala de Consea, entidade que trabalha para tirar cidadãos pernambucanos da situação de vulnerabilidade e fome no Estado”, revelou. Após o descerramento da placa, as autoridades e a imprensa presentes tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do prédio. 
Também presentes ao evento Mariana Suassuna, representando Madalena Arraes, a gerente geral da Adagro, Erivânia Camelo, o diretor de Infraestrutura Hídrica, Albérico Rocha, o diretor de Extensão Rural, Francisco Lopes e Mário Alberto, representando o diretor de Pesquisa, Antônio Santana, e o superintendente Administrativo do IPA, Elcio Barros. Além do secretário executivo de Agricultura familiar, José Cláudio e do presidente do Iterpe, Getúlio Gondim.
No prédio funcionarão os novos laboratórios, como o de Recursos Genéticos e o de Mudança Climática, além do Banco de Sementes. Também, possibilitará a realocação e reestruturação física dos laboratórios existentes, como o de Pós-Colheita e o de Botânica / Herbário – referência nacional e internacional em estudos e pesquisas sobre as plantas do Nordeste brasileiro, em particular as espécies do bioma caatinga, que só existem nessa região. O Cigma também abrigará um auditório com capacidade para 400 lugares, espaços para a realização de eventos técnicos e científicos, além da Biblioteca Central do IPA.
Com um investimento orçado em R$ 19 milhões, para execução da obra, decorreram de recursos do PAC da Pesquisa, objeto de convênio firmado entre os Governos Federal e Estadual, por meio da Embrapa e do IPA, respectivamente, e das contrapartidas do Governo de Pernambuco. Construído em um bloco com três pavimentos sob pilotis, o Cigma funcionará em uma área total construída de 8.388,10 m², dentro de uma área de 11.193,20 m2 (aproximadamente 1,2 ha), localizada na sede do IPA. 

Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments