Home » Crônicas de Ademar Rafael » Crônica de Ademar Rafael

Crônica de Ademar Rafael

ÉTICA?

Por: Ademar Rafael

Hoje, 198 anos depois do famoso Grito do Ipiranga, nosso propósito é tentar identificar se nestes quase duzentos anos a ÉTICA defendida pelos pensadores daquela época esteve entre nós ou foi um termo utilizado em momentos apropriados? Em 1822 estavam habitando no plano terreno Benjamin Constant de Rebecque, Charles Tocqueville e George Wilhelm Friedrich Hegel. Precisamos saber se os esforços destes três pensadores encontraram eco em nosso país ou se seus escritos viraram letras mortas, como dizemos na linguagem popular.

Como base das minhas ponderações julgo conveniente transcrever parte do conceito de Ética indicado no livro “Ética”, publicado em 2005 pela Suma Econômica: “Ética é um conjunto de princípios e valores que guiam e orientam as relações humanas. Esses princípios devem ter características universais, precisam ser válidos para todos as pessoas e para sempre…”

De onde vem meu interesse pelo assunto? Inicialmente do vínculo mantido por quase trinta anos com o Banco do Brasil, empresa que teima ser ética em um mundo onde este assunto é tratado muitas vezes sem a ênfase necessária. O universo financeiro quando lhe é permitido retira a ética das suas prioridades. Posteriormente como Coordenador do Conselho Regional de Administração – CRA no Sul e Sudeste do Pará e Conselheiro Suplente uma das atribuições era dar palestras sobre a Ética na Administração em ambientes acadêmicos, estudei bastante o tema.

Sem generalização ou julgamentos imprecisos percebo que no Brasil boa parte dos detentores de cargos eletivos são éticos ao extremo em época de campanha e negligenciam procedimentos éticos ao assumirem os cargos, não há dúvidas que se as promessas fossem cumpridas integralmente seriamos um dos países mais éticos do universo. O que nos mostra o cotidiano entristece quem defende a ética com valor maior, as conveniências e interesses individuais superam o benefício coletivo.


Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments