Home » Pernambuco » PAULO CÂMERA VISITA TCE E PASSAGEM GERA POLÊMICA

PAULO CÂMERA VISITA TCE E PASSAGEM GERA POLÊMICA

A vida dupla do ainda secretário estadual da Fazenda e pré-candidato do PSB ao governo, Paulo Câmara, começa a gerar estremecimentos. Ontem, após reunião administrativa no Tribunal de Contas do Estado (TCE), circulou um texto apócrifo lamentando o fato de Câmara “tirar proveito do tribunal” em uma suposta investida eleitoreira.
O texto, assinado por “servidores indignados”, foi rebatido pelo TCE e pelo presidente do Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (Sindicontas-PE), Márcio Santana. Ambos por meio de nota.
O TCE informou que a agenda do secretário estava marcada muito antes da escolha de Paulo Câmara como candidato e que foi de “finalidade essencialmente técnica”. “O TCE é um órgão técnico, imparcial, e tem, entre outras atribuições, o dever e a tradição de receber regularmente todas as autoridades, estaduais e municipais, que o procuram”, reforçou a nota.
Frisando o apartidarismo da entidade que preside, Márcio Santana acrescentou a visita não se mostrou “destinada a um palanque eleitoral” e lançou dúvidas sobre a legitimidade do texto apócrifo. “O Sindicontas-PE não possui os meios para atestar se os autores da nota são, de fato, servidores do TCE”, ponderou.
Além de Câmara, estiveram presentes pelo governo os secretários de Planejamento e Gestão, Frederico Amâncio, e da Controladoria-Geral, Djalmo Leão. O encontro teve como objetivo apresentar o novo sistema de acompanhamento das receitas do Estado.
Desde 2001 o TCE cobrava um melhor controle do que entrava no cofre estadual, de arrecadação de impostos a convênios e repasses federais. Somente ano passado, o governo estruturou a ferramenta.
PRÉ-CAMPANHA – Ainda ontem, Câmara seguiu para Petrolina, no Sertão, onde, novamente, teve agenda dupla. À tarde, fez visita em tom de despedida à equipe de fazendários da diretoria regional localizada naquela cidade. E depois seguiu no começo da noite para encontro com DNA de campanha organizado pelo candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB), em uma unidade do Senai.

Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments