Home » Pernambuco » PAULO CÂMARA REBATE CRITICAS DE QUE SERÁ “COMANDADO” POR EDUARDO

PAULO CÂMARA REBATE CRITICAS DE QUE SERÁ “COMANDADO” POR EDUARDO

O secretário da Fazenda e pré-candidato à sucessão estadual, Paulo Câmara (PSB), assegurou na manhã desta quinta-feira (27) que é o “líder maior do processo”, em resposta às declarações do deputado federal Sílvio Costa (PSC). Ele destacou que pretende investir mais na educação e garantiu que os problemas da Funase serão solucionados. A saída de Câmara antes do dia 4 de abril ainda não está confirmada.
Após conceder entrevista à Rádio Jornal, o secretário Paulo Câmara rebateu o questionamento de que teria sido escolhido pelo governador Eduardo Campos (PSB) para ser um “governado”. “Eu respondo ao deputado (Sílvio Costa) dizendo muito claramente que eu sou o líder maior desse processo como pré-candidato e, a partir de julho, como candidato continuarei essa liderança. 
A partir de 2015, como governador, nós vamos liderar todo um processo de avanço, continuar as mudanças proferidas pelo governador Eduardo Campos, ouvindo a população. A única pessoa que vai liderar Pernambuco nesse processo é a população através das suas demandas que serão atendidas por nós em favor dos que mais precisam”, afirmou.
Câmara reconheceu que é preciso “avançar” em todos os setores no Estado. Apesar de tecer elogios ao modelo de escola integral, disse que irá investir na formação de professores e trabalhar para melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Para Câmara, a questão de esgotamento da Funase será resolvida com a construção das novas seis unidades. Ainda sem a definição de uma data para o seu afastamento da Fazendo, ele afirmou que caberá ao vice-governador João Lyra (PSB), que assumirá o governo em abril, escolher o substituto que assumirá a pasta.

Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments