Home » Pernambuco » AUMENTA A DISTÂNCIA ENTRE O PTB E O PSB

AUMENTA A DISTÂNCIA ENTRE O PTB E O PSB

O não comparecimento do governador Eduardo Campos ao casamento de um filho do senador Armando Monteiro Neto, em Brasília, é sintoma do distanciamento que existe hoje entre o PSB e o PTB. A relação entre os dois partidos, que já não é boa, tende a piorar de agora em diante devido às eleições de 2014. O senador tem admitido que será candidato à sucessão estadual, “com ou sem” o apoio do governador, e o PSB não abre mão da cabeça da chapa.
Por conta desse distanciamento, o PTB poderá perder quadros para o Partido Socialista Brasileiro. Há informações preliminares de que alguns deputados e prefeitos trabalhistas querem ficar ao lado do governador na hipótese de confronto entre este e o senador. Os petebistas, com raríssimas exceções, são de uma fidelidade canina ao seu principal líder em Pernambuco. Mas em momentos de ruptura há sempre um resíduo que faz opção pelo lado mais forte.
Por enquanto, nem o governador nem o senador falam em rompimento, mas a partir de janeiro ele se tornará inevitável porque os projetos dos seus partidos são conflitantes. O primeiro sinal da ruptura deverá ser dado agora em setembro quando os deputados estaduais Clodoaldo Magalhães e Marcantônio Dourado formalizarem a saída do PTB para entrar no PSB.

Por: Inaldo Sampaio


Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments