Home » Crônicas de Ademar Rafael » CRÔNICA DO ADEMAR RAFAEL

CRÔNICA DO ADEMAR RAFAEL

Eleições 2014 – Aécio
A revista Época, edição número 827 de 07.04.14, apresenta uma entrevista com Antônio Anastasia que deixou o governo do Estado de Minas Gerais para coordenar o programa do candidato tucano ao Palácio do Planalto ao lado de Armínio Fraga. Isto significa que o aliado Anastasia e o “especulador” Fraga terão forte influência na campanha, inclusive na captação de recursos.
Quem é Aécio? Neto e herdeiro político de Tancredo Neves foi secretário particular do tio famoso, Deputado Federal, Governador de Minas Gerais por dois mandatos e Senador. Não é o democrata que aparenta. Extremamente dócil com a parte da imprensa que o bajula e cruel com quem o critica. Tem uma irmã como anjo da guarda, ela sempre demonstrou extrema capacidade para blindá-lo em momentos críticos. É habilidoso, tem fala fácil e jeito mineiro. 
A missão? Para ter chance real o candidato tucano terá que somar mais votos que Eduardo e chagar ao segundo turno crescendo e contar com os votos dedicados aos candidatos de oposição.
O sonho? Manter a unidade do partido, especialmente nos maiores colégios eleitorais, isto depende de vários fatores. O principal a performance dos candidatos tucanos a governador. 
As dificuldades? A receita baseada na crítica ao candidato da situação e ancorada em programa amplo sem conteúdo não tem sido um grande aliado. Tem que encontrar um caminho diferente. Atrair os tucanos fora 
de Minas Gerais para dedicação de corpo e alma à campanha. Expurgar os pecados da fase FHC e colar em sua candidatura os acertos da fase tucana à frente do Brasil.
O que não deve fazer? Confiar na turma do São Paulo, especialmente os “amigos” de José Serra. Escolher um vice com a mesma linha de pensamento. 
Se ganhar? Teremos de volta a política amparada na cartilha do Consenso de Washington, sedimentada na ciranda financeira nos moldes de Fraga, ex-funcionário de George Soros. Na operação dos demais setores Anastasia assumirá a “bagaça” como diz Marcelo Tas, ancora do Custe o Que Custar da TV Bandeirante, deixando o presidente Aécio livre para fazer o que gosta. Governar é coisa chata e trabalhosa demais.
Um fato que merece destaque? O desprendimento do Governador Antônio Anastasia em renunciar ao governo de Minas Gerais para seguir seu mentor político na aventura rumo ao Palácio do Planalto.
Por: Ademar Rafael 

Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments