Home » Sem categoria » JOÃO PAULO CUNHA RENUNCIA AO MANDATO DE DEPUTADO FEDERAL

JOÃO PAULO CUNHA RENUNCIA AO MANDATO DE DEPUTADO FEDERAL

O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), condenado e preso no Complexo Penitenciário da Papuda, decidiu renunciar ao mandato, informou nesta sexta-feira (7) a Secretaria-Geral da Mesa. A decisão foi comunicada numa carta assinada pelo próprio petista e protocolada às 20h21 por um funcionário do PT e um de seus advogados.

“É com a consciência do dever cumprido e baseado nos preceitos da Constituição Federal e no Regimento Interno da Câmara dos Deputados que eu renuncio ao meu mandato de Deputado Federal”, diz a carta.
Em outro trecho, o petista cita o escritor e jornalista cubano Leonardo Padura que diz “…pois a dor e a miséria figuram entre aquelas poucas coisas que, quando repartidas, tornam-se sempre maiores”.

Condenado a 9 anos e 4 meses por peculato, lavagem de dinheiro e corrupção passiva em regime fechado, João Paulo Cunha cumpre pena de 6 anos e 4 meses no regime semiaberto, porque tem recurso pendente em relação à pena de lavagem, cuja punição é de três anos.

O advogado Alberto Toron, que defende João Paulo Cunha no STF, disse que não foi informado sobre a decisão. “Pode ser. Marido é sempre o último a saber”, brincou.

Desde a condenação, João Paulo manifestava a intenção de manter o mandato e, mesmo após a prisão, enfrentar um processo de cassação na Câmara. Segundo o Blog do Camarotti, a decisão se deu por pressão do próprio PT, que temia o desgaste de se posicionar a favor do companheiro condenado numa votação aberta no plenário.

Ao G1, o líder do PT na Câmara, Vicentinho (SP), disse não saber o motivo da renúncia, mas disse que Cunha não temia a cassação pelo plenário. “Respeitamos profundamente a decisão e o apoiaremos em todas as tentativas jurídicas para provar o que ele é, inocente”, disse o deputado, que visitou João Paulo na Papuda nesta quinta (6).


Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments