Home » Pernambuco » EM NOTA, SDS EXPLICA OPERAÇÃO 7 DE SETEMBRO

EM NOTA, SDS EXPLICA OPERAÇÃO 7 DE SETEMBRO

A Secretaria de Defesa Social (SDS) detalhou por nota oficial a atuação dos policiais na Operação 7 de Setembro. O protesto da tarde, no Centro do Recife, organizado pelas redes sociais, terminou com 12 pessoas detidas, entre elas dois adolescentes. Todas já foram liberadas. 
Confira a íntegra da nota:
A Secretaria de Defesa Social (SDS) cumprindo sua atribuição Constitucional, através de seus Órgãos Operativos, de manter a ordem pública, a paz e a incolumidade das pessoas, deflagrou a Operação 7 de Setembro. Assim, além de participar do Desfile Cívico Militar, a SDS envidou esforços para manter a segurança das pessoas que foram assistir ao desfile, cuidou para que as pessoas não andassem nuas em passeio ciclístico e acompanhou a manifestação denominada Grito dos Excluídos.

Durante a manhã e início da tarde os trabalhos transcorreram dentro da normalidade sem ocorrências no desfile cívico e demais manifestações, registrando-se apenas a prisão em flagrante de Rodrigo Dantas por desobediência e resistência. O mesmo desobedeceu aos policiais militares quando estes impediam que mais uma vez vagões do metrô fossem depredados por grupos de manifestantes que usavam máscaras. Rodrigo foi autuado na Delegacia de Boa Viagem e foi liberado mediante o pagamento de fiança no valor de mil reais.

Por volta das 15h30 quando o policiamento acompanhava a manifestação protagonizada por integrantes dos grupos que se auto intitulam “Black Bloc” e “Anonymous” diversos manifestantes insistiram em participar do protesto com rosto coberto por camisetas, lenços e máscaras, o que em nome da ordem pública, e levando-se em consideração o perfil dos manifestantes não é permitido.

Diante da desobediência de um dos manifestantes, que enfrentando o policiamento insistia em participar do protesto com rosto coberto, a polícia agiu e o mesmo foi preso em flagrante. Outros manifestantes tentaram resgatá-lo e o policiamento providenciou a dispersão da manifestação.

Após várias incursões pelas avenidas Agamenon Magalhães e Conde da Boa Vista como também por ruas vicinais, inclusive promovendo a depredação de uma agência bancária, parte do grupo saiu em passeata pela Rua Fernandes Vieira e Avenida Cruz Cabugá concentrando-se em frente à Delegacia de Santo Amaro para onde foram encaminhadas as pessoas detidas.

Nove pessoas foram encaminhadas ao plantão da Delegacia de Santo Amaro sendo registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato e desobediência. Do total, três eram menores e foram encaminhados a Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente – GPCA e os demais liberados após ter sido realizada consultas para saber se os mesmos tinham antecedentes criminais e mandados de prisão em desfavor deles.

O trabalho do policiamento na Delegacia de Boa Viagem e de Santo Amaro, como também na Praça do Derby foi acompanhado por equipes da Corregedoria Geral da SDS.

Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments