Home » Sem categoria » DONOS DE FARMÁCIA SÃO PRESOS POR VENDER LEITE INFANTIL COM VALIDADE ADULTERADA

DONOS DE FARMÁCIA SÃO PRESOS POR VENDER LEITE INFANTIL COM VALIDADE ADULTERADA

Duas pessoas foram presas em flagrante na manhã desta terça-feira (30) na Operação Leite Seguro, deflagrada pela Delegacia do Consumidor, acusadas de comercializar leites específicos para consumo infantil com data de validade adulterada. Outras três se apresentaram espontaneamente à polícia e responderão às investigações em liberdade. O NE10 relatou em matéria nesta manhã que cinco pessoas teriam sido presas na operação. Os cinco envolvidos são donos de farmácias no Grande Recife e em Limoeiro, no Agreste do Estado.

As investigações começaram há quatro meses a partir de denúncias de algumas mães que constataram a irregularidade e deram queixa na delegacia. Cerca de 50 estabelecimentos foram vistoriados nos bairros do Janga, em Paulista; Boa Viagem, na Zona Sul do Recife; Jardim Atlântico, em Olinda; Piedade, em Jaboatão dos Guararapes; e no centro de Limoeiro, Agreste de Pernambuco. A operação desta terça fiscalizou nove farmácias e cinco pontos – dois no Janga, dois em Limoeiro e um em Maranguape – foram flagrados com venda dos produtos adulterados.

Os leites Nan e Nestogeno, ambos da Nestlé, eram comercializados em farmácias, que compravam os produtos com preços abaixo do mercado. “Eles vão responder. Quem compra um produto muito mais barato tem que desconfiar”, disse o comissário da delegacia, Eduardo Jardim.

Apesar de terem que responder pelo crime contra a saúde pública, – com venda de produto impróprio para o consumo e agravante pela adulteração – que prevê pena de até cinco anos de reclusão, Jardim afirma que os donos da farmácia não são os responsáveis pela adulteração. A Polícia Civil está investigando a quadrilha responsável pela alteração das datas de validade dos leites vencidos e tem fortes indícios das identidades dos seus membros.

As latas de leite foram encaminhadas ao Instituto de Criminalística (IC), que deve confirmar a adulteração já verificada por representantes da marca. Os presos em flagrante foram encaminhados ao Centro de Observação e Triagem (Cotel). A identidade dos suspeitos e os nomes das farmácias não foram divulgadas pela Polícia Civil.(NE10)


Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments