FOTO É HISTÓRIA

 
Foto do Juiz afogadense José Nogueira (in memorian), com seus filhos, os Desembargadores Cláudio Jean e Alberto Nogueira, e o caçula advogado Dr. Jorge Nogueira. Foto enviada por Dr. Cláudio Jean. Se você possui uma foto antiga, envie para os emails: finfa@blogdofinfa.com.br ou redacao@blogdofinfa.com.br

PRÊMIO PERNAMBUCO DE LITERATURA ANUNCIA VENCEDORES

Com o objetivo de fortalecer a produção literária pernambucana, o Prêmio Pernambuco de Literatura, uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura, Fundarpe e Cepe Editora, anuncia os vencedores do ano de 2014. O Grande Prêmio, no valor de R$ 20 mil, vai para o romance Ascensão e queda, de Wander Shirukaya, jovem escritor de Itambé. Também recebem prêmios de R$ 5 mil os livros Rinoceronte Dromedário (poemas), de Helder Herik (Garanhuns); Associação Robert Walser para Sósias Anônimos (romance), de Tadeu de Melo Sarmento e Dois nós na gravata (contos), de Rômulo César Lapenda Rodrigues de Melo, ambos do Recife.
“O prêmio é um estímulo muito importante para a produção literária do estado e reflete a interiorização das políticas públicas do Governo do Estado”, afirma o Secretário de Cultura Marcelo Canuto. Um diferencial do prêmio é o fato de os vencedores se comprometerem a realizar, pelo menos, uma atividade dentro da programação de literatura da Secult/Fundarpe, o que ajuda a difundir mais as obras e a fomentar o hábito da leitura. Os livros vencedores ganham uma edição com 1.000 exemplares, publicada pela Cepe Editora, em parceria com a Secretaria de Cultura e Fundarpe no primeiro semestre de 2015.
Comissão – Este ano, o edital recebeu 155 inscrições, provenientes de 34 cidades. O julgamento do Prêmio ocorreu em duas etapas: na primeira foram selecionados vinte finalistas. Destes, o júri da segunda etapa elegeu os quatro vencedores. O júri da primeira etapa foi composto por Homero Fonseca, Astier Basílio e Rinaldo de Fernandes. O júri da segunda etapa foi composto pelo conselho editorial da Cepe Editora, formado por Everardo Norões, Pedro Américo de Faria, Nelly Carvalho e Lourival Holanda, além de Wellington de Melo, representando a Secretaria de Cultura.
Edital – O Prêmio Pernambuco de Literatura tem como objetivo fomentar a produção literária em todas as Macrorregiões de Pernambuco, através de uma política editorial que visa democratizar o acesso ao livro e apresentar-se como uma estratégia de promover a distribuição e circulação da literatura contemporânea pernambucana, aliando-se a outras atividades de fruição e formação de público leitor desenvolvidas pela Secult-PE e Fundarpe. As inscrições ficaram abertas de janeiro a abril de 2014. As obras, inéditas, foram entregues em envelopes lacrados, sem a identificação do autor, apenas com o título da obra. O prêmio objetiva selecionar autores das macrorregiões, premiando também a melhor obra entre todas as finalistas.

AÉCIO VAI APOIAR CAMPANHA CONTRA VOTO NULO E ASBTENÇÃO

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB), vai anunciar na semana que vem sua adesão ao movimento #VempraUrna, uma campanha oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O comando da candidatura do tucano avalia que as altas taxas de intenções de votos nulos e brancos nas pesquisas e as abstenções podem favorecer a reeleição da presidente Dilma Rousseff no primeiro turno.
Em um vídeo que será veiculado nas redes sociais de Aécio, o candidato vai comunicar seu apoio à campanha do TSE. Ao mesmo tempo, o PSDB passará a divulgar gravações produzidas pela equipe de marketing da candidatura tucana que fazem alusão à campanha oficial do tribunal. A peça partidária, porém, inclui sutilmente a ideia de “mudança”, jamais contemplada na publicidade oficial da Justiça Eleitoral.
Em um dos vídeos, o jingle diz: “Vem pra urna pra fazer a diferença, que mudança não acontece com indiferença” e “vem, Brasil, que esse país é cheio de beleza, que a gente não merece ter tristeza”.
O objetivo é tentar convencer o eleitor que está descrente da política. Conforme a mais recente pesquisa Ibope sobre a corrida presidencial, 25% dos eleitores não têm candidato ou pretendem votar nulo ou em branco. Em julho de 2010, também a pouco mais de três meses das eleições, essa taxa era bem menor, de 19%, de acordo com levantamento do mesmo instituto.

POVOS INDÍGENAS, NEGROS E CIGANOS CONTRIBUEM COM SUGESTÕES PARA A FRENTE POPULAR

Representantes das populações indígena, negra e cigana de Pernambuco se reuniram, na noite dessa quinta-feira (31), com o candidato  da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), para entregar contribuições ao seu programa de governo. Mais de 400 pessoas ligadas ao movimento negro, comunidades tradicionais e organizações de luta pelos direitos humanos participaram de uma produtiva discussão com o socialista sobre questões de raça e etnia. “Estar com um grupo tão representativo como o que se encontra aqui hoje é parte da política como nós a entendemos, do diálogo, do olho no olho. Isso é algo que vai se repetir durante todas as fases da nossa gestão. Essa é a forma de agir que foi impressa pelo Governo Eduardo Campos e que vem sendo continuada pelo governador João Lyra Neto (PSB). A marca de uma gestão democrática. Assumo com vocês o compromisso de criar grande pacto pela cidadania. Eu não tenho dúvida que nossa política de promoção da igualdade étnico-racial será a melhor já feita no Brasil”, garantiu o socialista.

Paulo classificou as contribuições como muito ricas e se comprometeu a concretizar as demandas. “Elas aumentam a minha responsabilidade como candidato e não podem ficar apenas no discurso. Estou ciente de que avançamos nos últimos sete anos e meio, mas que é preciso avançar ainda mais. Criamos uma Secretaria da Mulher, que é um exemplo de que nossa forma de administrar – ouvindo as demandas, planejando, implantando ações objetivas, com correções rápidas de rumos e cumprindo metas – pode ser aplicada em políticas de direitos humanos também”, avaliou o candidato, assumindo o compromisso de que seu governo terá a participação de todos os movimentos sociais, com direito a voz e votos na formulação das políticas públicas.

Entre as principais propostas do documento apresentados pelo grupo ao candidato estão a criação de uma Secretaria Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Étnico Racial e de gerências ligadas ao tema, em pastas como Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e Segurança, como forma de garantir ações práticas que atendam as chamadas minorias. “Entendo a criação de uma pasta específica como uma possibilidade extremamente viável. Está dentro da nossa proposta de empoderamento das políticas públicas. Deu muito certo na Secretaria da Mulher. A transversalidade dessas ações, dentro de outras pastas, também é uma forma de fazer com que os resultados das políticas cheguem lá na ponta para quem mais precisa”, afirmou Paulo.

O candidato citou a Educação como uma área onde diversas ações podem promover a igualdade e o respeito pela diversidade cultural e étnico-racial. “Aposto muito nos resultados das escolas em tempo integral, que em nossa gestão receberão todos os alunos que quiserem se matricular. Podemos introduzir, dentro das matrizes curriculares, conteúdos para que as crianças possam conhecer melhor as nossas raízes, a história dos negros, indígenas e ciganos em Pernambuco e no Brasil. Assim, elas poderão reconhecer o valor das nossas tradições culturais, da nossa identidade. Vamos eliminar de vez essa postura atrasada do preconceito, que não pode caber mais na cabeça de quem quer o bem do Estado e do País”, exemplificou.

Outras propostas apresentadas pela plenária foram a implementação no Estado das leis 10.639/2003 e 10.645/2008, que estabelecem o ensino de história e cultura afro e indígena; o investimento em estradas vicinais que melhorem o acesso às comunidades tradicionais, assim como habitações para esses grupos; o fortalecimento da política de regulamentação fundiária e desenvolvimento sustentável para comunidades de remanescentes de quilombos; educação bilíngue e promoção do acesso aos ensinos médio e superior para os ciganos; e um programa estadual de combate ao racismo. Segundo Paulo, essas contribuições vão nortear a construção de seu Programa de Governo na área.(Fotos: Wagner Ramos)

MÁRIO AMARAL ASSUME LUGAR DE NELY DE MANO

Em conversa agora a pouco com esse blogueiro, o Presidente da Câmara de Vereadores de Tabira Zé de Bira(foto), confirmou que o atual Secretário de Obras Mário Amaral, é quem assumirá durante 120 dias, o lugar da Vereadora Nely de Mano.