Home » Sem categoria » “Meu contato é unicamente formal com a oposição”, disse o prefeito Anchieta Patriota

“Meu contato é unicamente formal com a oposição”, disse o prefeito Anchieta Patriota

O prefeito de Carnaíba-PE, Anchieta Patriota, concedeu esta entrevista na série que o blog está realizando com os gestores do Pajeú

Leia na íntegra:

Blog do Finfa: Dr. Anchieta, a marca de sua gestão são construções de obras à margem do Pajeú, é uma necessidade emergencial do povo de Carnaíba?

Anchieta – Exatamente. A questão hídrica é fundamental pra nós. Já construímos no leito do Pajeú duas barragens, estamos construindo a terceira no sítio Oito Bezerros e mais duas em afluentes. Essa barragem é para produção dos trabalhadores – os pequenos agricultores – que margeiam o Rio Pajeú ou riachos pra que com isso eles melhorem a vida. Uma outra coisa é a questão das adutoras que estamos fazendo com perfuração de poços. Em diversas localidades já foram perfurados e estamos montando agora os sistemas de abastecimento humano. Nossa luta e nosso compromisso é de universalizar o acesso à água dessas comunidades rurais de Carnaíba.

Blog do Finfa: O senhor já deve ter uma agenda programada para 2020. Quais são as prioridades emergenciais das obras do seu governo?

Anchieta – Estamos iniciando – se Deus quiser – agora no final do ano, início de janeiro, uma construção de uma grande escola, a Joana Freire, que será construída em outro local, numa área de 10 mil metros quadrados, 8 salas de aula, quadra, piscina – isso tudo com recurso próprio do município. Além da gente terminar todas essas pequenas adutoras que estamos fazendo. Precisamos também, em Carnaíba, na entrada da cidade, dar uma melhor visibilidade. Estamos executando um projeto e espero ter recursos suficientes pra concretizar, junto ao posto Nossa Senhora Aparecida, aquela ida junto ao centro de Carnaíba. São dois grandes desafios que nós temos, além dessas outras obras estruturadoras, no sentido de ofertar água ao povo da zona rural.

Blog do Finfa: Mesmo diante da crise que os municípios estão passando, sua gestão tem sempre obras e obras. A questão financeira do seu governo está equilibrada?

Anchieta – Graças a Deus estamos em equilíbrio financeiro. A nossa folha pessoal, nós pagamos, investimos, 45% – até um pouquinho menos. Investimos em educação, 34,5% (isso até o mês de outubro). Em saúde também mais de 18% em investimento. O município pagou seus fornecedores, paga também o salário em dia – já pagamos o 13º salário. Se Deus quiser terminaremos o ano em equilíbrio financeiro.

Blog do Finfa: A executiva estadual do PSB, partido o qual o senhor é um dos fundadores em Pernambuco, não está ausente com os prefeitos socialistas no Pajeú?

Anchieta – É preciso aproximar. Tivemos, um mês atrás, a presença do presidente Sileno Guedes em municípios aqui da região: Triunfo e [parece que] Flores. Ele provavelmente está preocupado. Eu sei que região metropolitana, capital, dá muito trabalho para se organizar o partido, mas a gente precisa trazer o nosso presidente para escutar as demandas dos diversos setores do partido e seus correligionários.

Blog do Finfa: A avaliação que o senhor faz do primeiro ano do segundo mandato do governador Paulo Câmara?

Anchieta – Acho que o governador, embora uma crise nacional que ocorre – o governo de Pernambuco tem tido dificuldades – ele conseguiu montar um equipe técnica que tá dando resultado. Espero que com a melhoria de arrecadação, se as finanças do país melhorar, que também esse povo venha demonstrar. Temos problemas sérios que precisam ser resolvidos, como a questão das estradas aqui e em todo estado de Pernambuco. Mas pra isso é necessário recursos, isso é fundamental. Agora mesmo tem uma possibilidade de Pernambuco receber 440 milhões do ICMS da Petrobras (e acho até que o município recebe uma parte desse recurso). Alguns setores da oposição tentam impedir esse tipo de coisa. Era importante que o governo recebesse esse recurso, pra que saudasse seu compromisso e entrasse 2020 com mais recursos em caixa pra atender os anseios da nossa gente.

Blog do Finfa: A avaliação do primeiro ano do governo Bolsonaro?

Anchieta – É um governo que não tem dito à que veio. É um presidente que à todo momento vive agredindo figuras ilustres, como foi o caso com o grande mestre, professor, ideólogo da educação do nosso país, o Paulo Freire. Eu não tenho por quê comemorar. Carnaíba mesmo, recebeu agora, 50-60 mil reais para fazer banheiros e fossas – 24 banheiros na comunidade do Barreiro do Fabiano. Uma emenda do deputado Gonzaga Patriota de 4 anos atrás. Também não tive no governo de Temer. Agora também de Bolsonaro, até agora não chegou nada.

Blog do Finfa: O senhor tem a minoria na Câmara de Carnaíba. Como é seu relacionamento com a oposição?

Anchieta – Relacionamento formal. Unicamente não temos nenhum contato, só quando precisa de algo, enviamos através de ofício. Tenho minoria, estamos trabalhando com minoria, mas é com isso que a gente aprende também. Quando a gente não consegue de alguma maneira a concretização dos projetos, pedimos às pessoas beneficiadas que procurem os vereadores pra que eles resolvam essa situação. Então meu contato é unicamente formal, através de ofício. São 3 anos de governo com minoria, e provavelmente vai terminar meu mandato com ela.

Blog do Finfa: A última pesquisa Múltipla, deu uma aprovação de 85,9% da gestão. O senhor atribui isso à quê?

Anchieta – À todo esse trabalho que a gente tem desencadeado em todo município. Atingindo toda a localidade, seja zona urbana ou rural. Com o investimento grande que a gente faz na saúde, educação, agricultura… Estamos fazendo com que essa questão hídrica seja sanada no futuro, com essas ações que a gente tem, melhorando a qualidade de vida das pessoas. O povo da minha terra, Carnaíba, que me dá 86% de aprovação, é muito generoso. Eu agradeço à todos.

Blog do Finfa: Anchieta será candidato à reeleição em 2020 e a chapa será repetida?

Anchieta – Acredito que sim, não tenho porque, Júnior tem me ajudado muito na administração municipal. Ele tem o desejo e acredito que até os próprios companheiros vereadores, lideranças, também acham que essa chapa tem que permanecer. É possível que a gente concretize. Logicamente pedimos à Deus, saúde, para que no próximo ano estejamos prontos para um embate.


Comente sobre

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *