Home » Sem categoria » DETIDO POR ATIRAR PRIVADA E MATAR TORCEDOR NO ARRUDA TEM POUCO CONTATO COM OUTROS PRESOS DO COTEL

DETIDO POR ATIRAR PRIVADA E MATAR TORCEDOR NO ARRUDA TEM POUCO CONTATO COM OUTROS PRESOS DO COTEL

No Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife, desde a noite dessa segunda-feira, Everton Felipe Santiago de Santana, 23 anos, não se encontra no convívio direto com a maioria dos outros presos da unidade. Ele está no setor de triagem e observação do Cotel e tem contato apenas com os detentos que também podem sofrer riscos de agressões, como aqueles que são suspeitos de estupro. Everton foi preso, na segunda, em Ouro Preto, Olinda, por ser suspeito de participar do assassinato de Paulo Ricardo Gomes da Silva, no Arruda, no jogo do Santa Cruz contra o Paraná, na última sexta. Paulo foi atingido por uma privada jogada de dentro para fora do estádio.

“Ele já chegou e está no setor de triagem e observação. Sempre há algum contato, mas a gente não coloca em convívio com os demais. Não sofre riscos de agressões”, disse João Fernandes, diretor do Cotel.

A segurança de Everton é uma das preocupações do advogado Adelson José da Silva, que apesar de ainda não saber se vai continuar no caso como defesa do suspeito, ´disse ter tomado medidas para garantir a integridade de Everton. “Nós já fizemos um pedido, mas o Estado é o responsável pela segurança dele. Acredito que todas as autoridades estão preocupadas com isso e que o diretor tomou as precauções necessárias para não deixa-lo exposto. Tenho quase certeza. Ninguém quer o mal dele”, afirmou.

Adelson vai reunir-se com a família de Everton na tarde desta terça-feira para saber se irá continuar na defesa do suspeito e para traçar os próximos passos do caso. Um dos pensamentos do advogado é pedir a liberdade provisória de Everton.


Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments