Home » Sem categoria » Ex-ministra Luciana Lóssio realiza palestra on-line para PSD Mulher de PE .

Ex-ministra Luciana Lóssio realiza palestra on-line para PSD Mulher de PE .

Integrantes do PSD Mulher de Pernambuco participaram, na tarde desta terça-feira (15), de uma palestra on-line realizada pelo PSD Mulher Nacional com o objetivo de oferecer orientações jurídicas às lideranças que vão disputar as eleições municipais deste ano.
.
Organizada pela coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antônio, a aula foi ministrada pela jurista e ex-ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luciana Lóssio, e o especialista em Direito Eleitoral, Humberto Chaves. De Pernambuco, participaram as coordenadoras do núcleo feminino do partido, Andréa de Paula, Patrícia Santiago, Carol Peixoto, entre outras lideranças.
.
“O PSD Mulher Nacional vem ministrando um ciclo de palestras com o objetivo de investir na qualificação de suas pré-candidatas. Vários estados já participaram e hoje, nós, pessedistas pernambucanas, tivemos o privilégio de aprender bastante com profissionais tão competentes e qualificados”, comemora Andréa de Paula.
.
De acordo com Alda Marco Antônio, as palestras são uma preparação para que as pré-candidatas do partido possam fazer suas campanhas e obter seus votos sem incorrer em ações que possam criar problemas que inviabilizem suas candidaturas. “As palestras abordam temas como o impulsionamento de mensagens nas redes sociais e o financiamento de campanha”, ressalta.
.
Durante sua explanação, Luciana Lóssio destacou as restrições e o que é permitido aos pré-candidatos. De acordo com a ex-ministra do TSE, desde que não peçam votos de maneira explícita ou indireta, os pré-candidatos podem conceder entrevistas, promover reuniões fechadas, participar de prévias, debates internos e reuniões do partido voltadas à discussão de ideias e propostas, além de prestar contas sobre suas atividades nos cargos públicos que ocuparam nos últimos quatro anos. As atividades de pré-campanha não podem ser transmitidas pelo rádio ou TV, mas podem ser veiculadas pela internet.Luciana chamou a atenção das pré-candidatas para que explorem o potencial do impulsionamento de mensagens durante a campanha, mas deixou um alerta. “Só é permitido impulsionar coisas que falem bem do candidato e da agremiação. Não se pode impulsionar mensagens negativas, que falem mal de outros candidatos”, orientou.
.
Mais participação feminina
.A ex-ministra do TSE também relembrou mudanças na legislação eleitoral que tiveram como objetivo garantir maior participação feminina no cenário político, como o estabelecimento do percentual mínimo de 30% nos órgãos de direção partidária e nas eleições proporcionais. Mas ressaltou que ainda há muito a fazer para que as mulheres tenham mais espaço.
.
“Estamos vivendo um momento único, uma oportunidade muito especial. O Poder Judiciário como um todo está atento e buscando contribuir para mudar essa triste realidade brasileira. O Brasil possui a pior representação feminina em cargos eletivos na América Latina. Isso não pode persistir mais. As mulheres têm que buscar o seu espaço e lutar por ele”, orientou Luciana.(Fotos: Renato Moreira/PSD-PE)


Comente sobre

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *