Home » Sem categoria » Lançamento do Programa Criança Alfabetizada / Discurso do governador Paulo Câmara

Lançamento do Programa Criança Alfabetizada / Discurso do governador Paulo Câmara

Olhar para este teatro lotado é ter a certeza de que estamos no caminho certo. É confirmar, com alegria, que vale a pena acreditar, se reunir, dar as mãos para fazer a diferença. Quero iniciar já agradecendo a vocês por estarmos juntos. Infelizmente, nos dias de hoje, tem quem se organiza e se junta para destruir. Vemos isso no Brasil, lamentamos muito e vamos seguir combatendo qualquer retrocesso e perseguição. Porque nosso caminho é o da construção. Do fazer junto e seguir em frente. Para que todos tenham o direito de sonhar e a oportunidade de realizar. A base disso tudo é a Educação. A Educação que mobiliza e transforma. A educação é libertadora. E liberdade é um princípio que nós respeitamos muito. E pelo qual lutaremos sempre. Quanto mais unidos estivermos, mais fortes seremos nessa luta. E, como eu disse, estamos provando isso hoje, mais uma vez. Quem tenta dividir as pessoas, quem tenta separar em vez de juntar, está vendo que aqui é diferente. Para nós, o que funciona é nos reunirmos, fazermos um esforço coletivo para vencer as dificuldades, para resolver os muitos problemas que enfrentamos, para conquistar ainda mais direitos.

Como já foi mostrado, hoje, pelo secretário Fred Amâncio, pelo vídeo ao qual assistimos, o trabalho do governo, de muitos anos, o esforço dos nossos jovens, dos professores e todos os profissionais da Educação, tornou-se uma parceria que fez Pernambuco conquistar resultados históricos no Ensino Médio. Mas a gente não poderia se acomodar com boas notas. A educação é um desafio permanente. E nos perguntamos, todos os dias, como ir além, como fazer mais, por Pernambuco, pelo futuro do nosso estado. E uma das questões que nos colocamos foi essa: Se a gente é referência para o Brasil com a juventude, por que não pode ser com as nossas crianças? Elas precisam de nós, de todos nós, gestores, educadores, no estado e nos municípios. Prefeitos prefeitas, secretários e secretárias de educação, professores e professoras. Está na hora de fazermos mais pelas nossas crianças. Para que amanhã elas possam não apenas ganhar o mundo, mas para que tenham capacidade de ler o mundo, de entendê-lo, para que escrevam a história com as próprias mãos.

Portanto, a Educação é e continuará sendo, cada vez mais, uma prioridade do nosso governo. Enquanto há cortes no Brasil, aqui a gente investe mais, como fizamos na UPE. Como estamos fazendo com a criação do Programa Criança Alfabetizada. Só assim há resultados. Se podemos fazer mais e melhor, nós faremos. E estamos convidando o estado inteiro para fazer parte dessa grande mobilização. Cada passo que a gente dá hoje aponta o futuro que Pernambuco vai ter. E não dá para imaginar o futuro sem olhar para os jovens. Não é possível pensar o futuro sem dar toda atenção às crianças. O que a gente está começando a fazer, hoje, vai dar muito resultado amanhã. Mas tem que começar agora. E digo mais. Nós não podemos desanimar quando vemos decisões erradas sendo tomadas, pelo nosso Brasil afora. Tanta coisa errada sendo feita. A gente precisa é trabalhar mais para seguir dando o bom exemplo. De seriedade, união, responsabilidade, compromisso, senso de justiça. A verdadeira justiça, a que é imparcial e respeita as pessoas. A Justiça que garante a correção dos erros, não a que erra. E tudo precisa vir de uma educação humanizadora, que ensine o valor do respeito ao outro.

É esse o caminho que seguimos. E a gente tem a maior fé em Deus e no trabalho. para avançarmos fazendo o certo. Bons princípios e capacidade de realizar não nos faltam. A nossa indignação com o que é errado a gente demonstra reafirmando a nossa visão de mundo. No discurso e na ação. Hoje estamos mostrando mais uma vez a força do que é certo. Somos muitos reunidos por uma causa. Criança precisa de atenção, cuidado, oportunidade, educação, afeto. É o que queremos oferecer, todos os dias. E vamos conseguir. Pernambuco vai andar para frente, não para trás. Ninguém vai desfazer as conquistas do povo, porque a força de quem se junta para fazer o certo é muito maior. Ninguém arranca da nossa gente o direito de sonhar e ser feliz, cuidar dos filhos num ambiente de paz, harmonia e diálogo. O bom exemplo vai vencer. O Brasil precisa desse diálogo, feito com maturidade e respeito, para que tenha resultado. Eu compreendi cedo, ao lado de inspiradores inesquecíveis, o que move lideranças que se entregam à vida pública, como Miguel Arraes e Eduardo Campos. Não se trata da nossa história pessoal, mas de milhares de histórias de vida. A vida pública é uma missão.

Nós vamos cumprir a nossa missão. O Brasil, infelizmente, ainda debate agendas antigas, que deveriam estar vencidas. Mas a gente vai fazer essa travessia. E cada passo precisa ser dado, ainda temos muitos obstáculos a superar. Mas a gente sabe qual é o caminho. No Brasil de hoje, onde está muito improvável o consenso, é importante que se tenha, pelo menos, bom senso. E, como eu disse, capacidade de diálogo, respeita às diferenças, porque só assim é possível governar. E acertar mais. Porque os erros, na gestão pública, afetam muitas pessoas. É preciso ter responsabilidade e compromisso com o acerto. Posso dizer a vocês, com toda humildade, que na vida pública eu não fui obrigado a questionar princípios e valores que eu havia aprendido em casa e na escola. Ao contrário. Na verdade, eu reafirmei todos eles. Honestidade e disposição para a luta estão entre eles. Como bom pernambucano que sou. Pernambuco tem um povo acolhedor e generoso. Mas que nunca se curvou. Já nascemos lutando por liberdade e dignidade. E essa luta continua em frente, honrando quem nos antecedeu. E as nossas escolas saberão ensinar que um mundo melhor é possível. E que somos todos protagonistas, precisamos estar prontos para cumprir o nosso papel na História.

A gente ainda tem muito a fazer e não aceita andar para trás. Pernambuco vai em frente, não tem quem nos pare. Cada um e cada uma de nós tem coragem para fazer o que precisa ser feito. Quando um pai ou uma mãe de família vem agradecer, porque seu filho foi estudar no exterior, com tudo de graça, o que seria impossível sem o governo, a gente tem a dimensão da missão que assumiu. Ela é nossa. Somos todos responsáveis. E vamos garantir também tudo o que as nossas crianças merecem. Começando por saber ler e escrever. Estamos convictos de que cada prefeito e prefeita de Pernambuco vai somar sua força a este programa. Porque é isso o que o povo pernambucano espera de nós. Que a gente dedique cada minuto de trabalho, cada energia que vem da união, para continuar promovendo mudanças para melhor. Dar vida aos sonhos é isso: mudar a realidade. Se vemos na Educação o caminho da transformação é porque antes vieram pessoas guerreiras, comprometidas, como o pernambucano Paulo Freire. Não se iludam os que o atacam e agridem a Educação. A gente vai honrar os princípios e ensinamentos de mestres que dedicaram a vida ao outro. Essa luta também é nossa. Viva Paulo Freire, viva a Educação que liberta.

Muito Obrigado.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *