Home » Sem categoria » Espaço da Poesia

Espaço da Poesia

QUE MAL CHEIRO NO GLOBO UNIVERSAL,
QUE SERÁ ESTE CHEIRO DE CARNIÇA?
É A BABA DOS HOMENS SEM MORAL,
INFILTRADA NOS CÓDIGOS DA JUSTIÇA.

É O LODO QUE ERGUE O PEDESTAL,
DA DESONRA PESTÍFERA, DA COBIÇA,
O AZINHAVRE QUE SOLTA O VIL METAL,
QUE AO VÂNDALO IMORAL TANTO ENFEITIÇA.

É A MÍSERA SALIVA ENVENENADA,
QUE A ÁFRICA DO SUL VER DERRAMADA,
NOS CADÁVERES INERTE DAS SARJETAS.

A PEÇONHA DOS VERMES DOS BARRANCOS,
QUE DEVORAM MILHÕES DE NEGROS BRANCOS,
VITIMADOS POR BRANCAS DE ALMAS PRETAS.
DINIZ VITORINO.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *