Home » Politica Pernambuco » EDUARDO NÃO VAI “FUGIR À LUTA”

EDUARDO NÃO VAI “FUGIR À LUTA”

Era por volta de 1h, já adentrando pela madrugada de ontem, quando os primeiros convidados começaram a deixar a casa do senador Jarbas Vasconcelos, em Brasília, após o jantar oferecido, na terça à noite, ao governador Eduardo Campos. Em geral, os últimos a sair são sempre aqueles que possuem maior intimidade com o anfitrião. Um resumido grupo manteve-se até o “fim da festa” para “encerrar os trabalhos” na casa do peemedebista: o senador Armando Monteiro Neto, o deputado federal Raul Henry, o senador socialista Rodrigo Rollemberg e o líder do PSB na Câmara Federal, Beto Albuquerque, além do anfitrião e do convidado principal e presidente nacional do PSB. Já passava das 3h, quando os remanescentes resolveram ir embora. Para estes, os quais podem ser considerados “de casa” em relação a Eduardo, a determinação do dirigente do PSB em levar seu projeto presidencial adiante não é mais novidade. Mas, entre aqueles que deixaram a residência de Jarbas mais cedo, a exemplo do senador Cristovam Buarque, do PDT, o tom decidido de Campos surpreendeu. O governador não permitiria que o jantar fosse finalizado sem antes emitir um forte recado, e o fez quando ouviu dos convidados que a disputa pelo Planalto era um desafio grande, mas que ele precisava enfrentar. Evocou, então, em tom poético, o avô Miguel Arraes para deixar claro que “não é homem de fugir à luta”.

Por: Renata Bezerra de melo – Folha PE


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *